Programa de Gerenciamento de Resíduos da Impermeabilização

Em consonância com os esforços despendidos pelo Sinduscon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo) na direção de se implementar um extenso programa de destinação de resíduos da construção civil, o IBI , através da coordenação técnica do Eng. Ernesto Monte e sua equipe, passou a estruturar um programa de gerenciamento de resíduos provenientes da atividade de impermeabilização em obras; obedecendo a parametrização solicitada e explicitada na Resolução nº 307 de 5 de Julho de 2002 – Conselho Nacional do Meio Ambiente – CONAMA - Estabelecimento de diretrizes, critérios e procedimentos para a gestão dos resíduos da construção civil.

A atuação do Instituto diante da proposta da Gestão de Resíduos se efetiva através de um Grupo de Trabalho da Impermeabilização, cujo organismo se estrutura:

Estrutura

  • Coordenação : Eng. Ernesto Monte Neto (Gerência Geral – Lwart Proasfar)
  • Equipe Técnica : Liderada pela Eng. Nathália Chaves (Qualidade e Desenvolvimento – Lwart Proasfar)
  • Secretaria e administração : Wilson Neves (Gestor Executivo do IBI)

Momento

Através de reuniões com representantes das empresas associadas (fabricantes, prestadores de serviços e distribuidores), convocados pela Secretaria e Administração, os tópicos são analisados. A aprovação final será sempre submetida à análise do corpo de conselheiros e de diretoria do Instituto.

Documento

Ata de reuniões

Plano de Gerenciamento - Partes

Os itens de Plano estudados e analisados seguem os escopos definidos pela Resolução 307 de 5 de Julho de 2002 – CONAMA, a saber :

  • Caracterização : etapa onde se identifica e quantifica os resíduos.
  • Triagem : definição do processo de separação dos resíduo e de quem o fará.
  • Acondicionamento : definição de procedimentos de confinamento de cada resíduo.
  • Transporte : definições sobre a movimentação conforme a legislação vigente sobre transporte de resíduos.
  • Destinação : conforme Classes definidas em Resolução 307.

Trabalhos do Grupo de Trabalho – Impermeabilização

Ao longo do segundo semestre 2007, equipe técnica e secretaria, com apoio de associados (presentes em reuniões convocadas aos associados do IBI), desenvolveram trabalhos pertinentes às fases de Identificação dos resíduos com vistas à próxima fase : Caracterização, recorrendo-se, para tanto, a Instituto Especializado.

O Grupo de Trabalho deverá, também, definir acerca de equipamentos e demais itens de trabalho que possam ser incorporados no escopo dos itens residuais. Trata-se de um trabalho conjunto entre associados fabricantes e aplicadores.



Programa de Gerenciamento de Resíduos da Impermeabilização

Em consonância com os esforços despendidos pelo Sinduscon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo) na direção de se implementar um extenso programa de destinação de resíduos da construção civil, o IBI , através da coordenação técnica do Eng. Ernesto Monte e sua equipe, passou a estruturar um programa de gerenciamento de resíduos provenientes da atividade de impermeabilização em obras; obedecendo a parametrização solicitada e explicitada na Resolução nº 307 de 5 de Julho de 2002 – Conselho Nacional do Meio Ambiente – CONAMA - Estabelecimento de diretrizes, critérios e procedimentos para a gestão dos resíduos da construção civil.

A atuação do Instituto diante da proposta da Gestão de Resíduos se efetiva através de um Grupo de Trabalho da Impermeabilização, cujo organismo se estrutura:

Estrutura

  • Coordenação : Eng. Ernesto Monte Neto (Gerência Geral – Lwart Proasfar)
  • Equipe Técnica : Liderada pela Eng. Nathália Chaves (Qualidade e Desenvolvimento – Lwart Proasfar)
  • Secretaria e administração : Wilson Neves (Gestor Executivo do IBI)

Momento

Através de reuniões com representantes das empresas associadas (fabricantes, prestadores de serviços e distribuidores), convocados pela Secretaria e Administração, os tópicos são analisados. A aprovação final será sempre submetida à análise do corpo de conselheiros e de diretoria do Instituto.

Documento

Ata de reuniões

Plano de Gerenciamento - Partes

Os itens de Plano estudados e analisados seguem os escopos definidos pela Resolução 307 de 5 de Julho de 2002 – CONAMA, a saber :

  • Caracterização : etapa onde se identifica e quantifica os resíduos.
  • Triagem : definição do processo de separação dos resíduo e de quem o fará.
  • Acondicionamento : definição de procedimentos de confinamento de cada resíduo.
  • Transporte : definições sobre a movimentação conforme a legislação vigente sobre transporte de resíduos.
  • Destinação : conforme Classes definidas em Resolução 307.

Trabalhos do Grupo de Trabalho – Impermeabilização

Ao longo do segundo semestre 2007, equipe técnica e secretaria, com apoio de associados (presentes em reuniões convocadas aos associados do IBI), desenvolveram trabalhos pertinentes às fases de Identificação dos resíduos com vistas à próxima fase : Caracterização, recorrendo-se, para tanto, a Instituto Especializado.

O Grupo de Trabalho deverá, também, definir acerca de equipamentos e demais itens de trabalho que possam ser incorporados no escopo dos itens residuais. Trata-se de um trabalho conjunto entre associados fabricantes e aplicadores.



PATROCINADORES FABRICANTES
PATROCINADORES APLICADORES / DISTRIBUIDORES